Distúrbios do Sono: saiba identificar os sintomas e como tratar o problema

                        
Olá.Resolvi compartilhar esse post com vocês, pois estou tendo problemas com o sono, e se alguém entre vós também tiver passando por algum problema no sono, talvez esse post possa ajudar, assim como me ajudou.

Alteração do sono, dificuldade para adormecer ou continuar dormindo. Adormecer em horários impróprios ou ficar longas horas a mais na cama. Esses são apenas alguns dos sintomas padrão relacionados aos distúrbios do sono. A dificuldade que nem sempre está associada a uma doença, segundo a Sociedade Brasileira do Sono, se é exagerada é o principal alerta para um problema crônico. As primeiras manifestações dos distúrbios do sono se dão através de alterações de humor e de memória e de capacidades mentais (cognitivas), como aprendizado, raciocínio e pensamento. 


Segundo especialistas, a boa qualidade do sono é tão importante para a saúde do corpo quanto a alimentação e a prática de esportes. Dormir menos pode afetar o indivíduo física e mentalmente, é o que alerta a Sociedade Brasileira do Sono em seu site. Com efeitos cumulativos, pessoas que sofrem com os distúrbios durante à noite acabam se tornando grandes candidatos a desenvolver doenças como hipertensão e diabete. 

Atualmente, especialidades como neurologia, pneumologia, otorrinolaringologia e psiquiatria são as que mais atendem a população com problemas ligados ao sono. Identificar as causas das perturbações do sono, conforme alertam os médicos, é o primeiro passo a dar para combater o problema. Centros especializados no tratamento dos transtornos do sono, em Porto Alegre, já oferecem exames como a polissonografia (estudo do sono) que acompanha a evolução do sono do paciente. Este tipo de exame é normalmente indicado em caso de distúrbios respiratórios durante o sono, controle pós-tratamento da apneia obstrutiva do sono, alterações motoras e de comportamento durante o sono, síndrome das pernas inquietas e insônia. 


PRINCIPAIS SINTOMAS E TRATAMENTOS PARA OS DISTÚRBIOS DO SONO




PERNAS INQUIETAS
Característica: uma irresistível vontade de movimentar as pernas devido a sensações estranhas e desagradáveis que ocorrem principalmente à noite e quando o paciente se encontra em repouso.Tratamento: Pode ser prescrito o uso de medicamentos de acordo com as particularidades de cada paciente, principalmente no que se refere à idade, severidade dos sintomas e frequência dos mesmos. 


SONANBULISMO 
Característica: sentar na cama e falar durante o sono, caminhar pelo quarto ou pela casa, andar de olhos abertos, ter dificuldade em ser acordado, não lembrar o episódio ao ser acordado, reagir de forma brusca, andar de braços estendidos. Tratamento: varia conforme a gravidade do caso e consiste em orientação, medidas comportamentais e medicamentos, porém, quando começa na vida adulta é preciso fazer um diagnóstico diferencial com outras patologias neurológicas. 


INSÔNIA 
Característica: é um sintoma e não uma doença. Existem vários fatores que podem causar a insônia. Como exemplo é possível citar: má higiene do sono (incorreta programação consistindo de sono diurno freqüente, selecionando altamente variável hora de dormir ou subindo vezes, gastos excessivos montantes de tempo na cama; uso rotineiro de produtos contendo álcool, nicotina, cafeína ou, especialmente no período que antecede a hora de deitar; contratação de estimulantes mentais, ativantes fisicos, ou emocionalmente perturbadoras atividades muito perto da hora de dormir; uso freqüente da cama para outras atividades para além do sono (como assistir televisão, ler, estudar, merendas, pensamento, planejamento); falta de manter um ambiente confortável na cama), medicamentos, depressão, etc. Tratamento: Pode ser medicamentoso (indutores do sono ou antidepressivos em pequenas doses) em alguns casos, porém, a associação de tratamentos tem apresentado melhores resultados. Os tratamentos alternativos ao medicamentoso incluem higiene adequada do sono, psicoterapia e técnicas de relaxamento.


BRUXISMO 
Característica: ranger ou apertar os dentes inconscientemente, por longos e contínuos períodos.Tratamento: consiste em proteção dentária com placa de acrílico e uso de ansiolíticos ou antidepressivos. 


SONOLENCIA EXCESSIVA
Característica: episódios irresistíveis de sono profundo a qualquer hora do dia. Tratamento: medicamentos estimulantes.


APNEIA DO SONO 
Característica: sonolência, dificuldade de concentração, irritabilidade, sintomas de depressão, diminuição da libido, ronco, sudorese. Tratamento: depende da gravidade da doença, ou seja, se a doença for leve, o tratamento é a orientação de medidas de higiene do sono, a perda de peso (em caso de peso excessivo) e a avaliação das vias aéreas superiores (garganta, nariz) pelo especialista. Nas formas da doença, de moderada à grave, é usado um aparelho chamado CPAP (Pressão Positiva Contínua de Ar) durante o sono. Este aparelho é utilizado por meio de uma máscara nasal, onde a pressão de ar positiva mantém as vias aéreas desobstruídas.


TERROR NOTURNO
Característica: súbito alerta acompanhado por manifestações autônomas e comportamentais de medo intenso durante o sono. O paciente geralmente se senta na cama, fica não-responsivo a estímulos exteriores e, se acordado, está confuso e desorientado. Ocorre amnésia para o episódio, embora algumas vezes haja relatos de fragmentos de imagens oníricas vívidas muito breves ou alucinações. O episódio pode ser acompanhado por vocalizações incoerentes ou micção. Tratamento: é feito em geral com tricíclicos e/ou benzodiazepínicos, resolvendo a maioria dos casos.


Fonte: Hagah

+1

Comentários